Blog, Não categorizado, Rede Engaja O ativista jovem não consegue ter um dia de descanso, viu?

2 de outubro de 2020

Compartilhar

Fome, desemprego, guerras, queimadas, violência, retrocesso, destruição e agora UMA PANDEMIA? Calma lá, mundo! O ativista jovem não consegue ter um dia de descanso mesmo? Já parou para pensar o quanto somos impactados por todos acontecimentos no dia a dia? Se você tem dificuldade para desligar o cérebro na hora de dormir, se com frequência se pega aflito pensando no presente/futuro, e sente um nó na garganta ao processar tanta informação, segura a minha mão *virtualmente* e respira fundo. Já ouviu falar em ansiedade de ativista? Vem, que eu te explico!

Um estudo da OMS, em 2017, apontou que o Brasil tinha a maior taxa de ansiedade do mundo – agora, imagina em 2020? Ser ativista exige tudo que há dentro de você, envolve todas as áreas da sua vida – por isso é tão importante falar sobre saúde mental e ativismo. Os últimos dois anos não foram fáceis, fomos chamados de baderneiros, pirralhos e câncer pelos supostos representantes da sociedade. Sofrer estas violências, fazer os corres do dia, manter contato com os amigos e família, ter uma vida saudável…quanta pressão e, geralmente, pouco incentivo externo.

O jovem é um ator político muito importante na construção da história da humanidade, além de ser essencial para a construção da paz mundial e do futuro. Não só nos preocupamos com o futuro, como também nos preocupamos em transformar o presente em um tempo melhor e mais justo – o que nem sempre é fácil.

Quando desenvolvemos nossa personalidade e vamos revelando a nossa essência ao mundo, especialmente quando não somos o que nos é imposto como “normal”, é preciso ter muita coragem e resiliência. Especialmente ao representar alguma minoria, parece que nunca é possível se permitir ser “fraco” por um dia. Na verdade, ninguém deveria dirigir esta palavra a outra pessoa, viver é resistir e a resistência sempre é força! 

O primeiro paradigma da juventude, e que segue até o fim da vida, é não deixar ser silenciado ou deixar o mundo ditar o que deve ser feito com a sua vida. Neste sentido, a saúde mental deve ser considerada tão importante quanto a sua integridade física. Não existe nada neutro, a sua vida autêntica é uma das maiores atividades de sensibilização e conscientização – é constante e vai além de qualquer argumento. A sua voz, o seu progresso e as suas lutas são muitos importantes no rio fluído do que significa ser humano. Acredite, por qualquer que seja o motivo, você foi escolhido para impactar e fazer a diferença no atual contexto. 

Nem sempre o descuido com saúde mental vai se apresentar como um ataque de ansiedade ou pânico, é preciso ficar atento a sintomas como, por exemplo, crises de asma, perda ou ganho de peso, dor na cabeça ou nas costas, suor e tremores pelo corpo, dificuldade em se concentrar ou dormir, medo e desesperança em relação a humanidade ou ao futuro. Tudo bem não estar bem, mas é fundamental conversar sobre isso com as pessoas de sua confiança, buscar entender os seus sentimentos e procurar ajuda médica. 

A melhor parte de participar do Engajamundo, na minha singela opinião, é saber que tenho uma rede de suporte e apoio de pessoas que também querem mudar o mundo para melhor, isso é muito importante! O ser humano é social e o sentimento de pertencimento é importante para evoluirmos de maneira saudável. E pode vir viu, que aqui tem muita luta e muito amor! E, se você perceber que tem pensamentos perigosos ou que alguém possa estar em perigo, o CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias.

Por fim, vou deixar uma frase da Rupi Kaur que gosto muito e dá um quentinho no coração: “Tenha em mente que não importa o quão lento ou rápido você está indo, progresso é progresso”. Isso é verdade para nós e para o mundo, o planeta e o nosso corpo são as duas únicas casas que temos. Cuidar de saúde mental é importante todos os meses do ano, especialmente em um ano como 2020 e ao enfrentarmos uma pandemia que nos distancia fisicamente.  Eu poderia falar sobre saúde mental por horas, mas me conta aqui embaixo se você já sentiu ansiedade de ativista e como cuida da sua saúde mental. Estamos indo juntos, viu! 


Buscar